NOVO PROGRAMA DE APOIO

Novo Programa de Apoio à Produção Nacional para micro e pequenas empresas

Dada a atual situação pandémica do país e do mundo, é vital que o tecido empresarial português não seja esquecido pelo governo e pela Europa. São as PME que consolidam 98% das empresas em Portugal e como tal estas devem conseguir obter facilmente e de forma célere financiamento e apoios a fundo perdido para alavancarem as suas tesourarias e manterem os postos de trabalho. 

Para consolidar este facto, a ministra da Coesão Territorial anunciou na passada quarta-feira que vai ser lançado este mês o Programa de Apoio à Produção Nacional, com uma dotação de 100 milhões de euros, para cofinanciar projetos de micro e pequenas empresas. Não obstante das medidas anteriores, como linhas de crédito sob garantia do estado, linha de crédito “Capitalizar Covid-19”, prorrogação generalizada de prazos para submissão de candidaturas ao Portugal 2020, moratórios de créditos e impostos, medidas de “Lay-off“, incentivo extraordinário à normalização da atividade empresarial, etc, o Novo Programa de Apoio à Produção Nacional para Micro e Pequenas Empresas é o resultado da reprogramação dos fundos da União Europeia. Esta medida vai apoiar pequenos projetos de investimento de micro e pequenas empresas “na área do turismo e da indústria”, com uma taxa média de cofinanciamento de 50% a fundo perdido e com uma majoração para o interior do país (apoio de 60% a fundo perdido).

O programa foi pensado a nível nacional, com especial incidência sobre o interior, e não implica a criação de postos de trabalho pois de momento não é possível nem prudente obrigar as empresas a contratar, muito pelo contrário, pretende-se criar liquidez à empresa para que consiga manter os postos de trabalho evitando assim o aumento descabido da taxa de desemprego.

Estão elegíveis para o projeto as seguintes despesas:

  • Investimentos em máquinas;
  • Equipamentos;
  • Serviços tecnológicos/digitais;
  • Sistemas de qualidade;
  • Sistemas de certificação, que permitam alterar os processos produtivos das empresas, apoiando-as na transição digital, na transição energética, na introdução de processos de produção ambientalmente mais amigáveis. 

A PRINTHOUSE trabalha diretamente com várias empresas de consultadoria que podem ajudá-lo(a) no desenvolvimento do seu projeto eficazmente.

Entre em contacto connosco através dos meios disponibilizados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *